Disponibilidade:
Ruptura de Stock
Modelo:
PER-PT-20515
Marca:
Paul Mitchell
19,90 10,90

Poupou 9,00€

Sem avaliação Escreva um comentário

No caso de o produto se encontrar esgotado, clique em cima do mesmo e escolha a opção “Notificar-me”.

Todos os produtos são originais com impostos e taxas incluídas.

partilhar nas redes sociais

Alisador / Anti-Frizz

5 dicas para eliminar rapidamente o frizz

A chegada iminente do verão rima com calor, natação, humidade, mas acima de tudo, a aparência de cabelos rebeldes!
Quando está molhado, muitas vezes parece que temos literalmente que combater o frizado dos nossos cabelos. A humidade do ar ou os cabelos secos e finos, tudo é uma desculpa para deixar os cabelos crespos quando queremos que sejam macios e sedosos.

Acha que tentou de tudo para eliminar o frizz?

Para ajudá-lo nessa luta intensa, aqui estão 5 maneiras de se livrar do frizz permanentemente!

1.    Lute contra o frizz: comece com o corte
Tente ser paciente, comece marcando uma consulta com o seu cabeleireiro para atualizar o seu corte de cabelo ou ousar um novo visual!
O importante é aparar as pontas duplas e falar com um profissional do cabelo sobre as suas preocupações com o frizado. Ele poderá direcioná-lo para um corte adaptado às suas necessidades e estilo de vida.

2.    Enxague com água fria para evitar o frizz
Um banho quente é sempre mais agradável e reconfortante, mas aproveite o calor do verão para lavar o cabelo com água fria, o que ajudará a fechar as cutículas.
Evite lavar o cabelo todos os dias e, em vez disso, aplique um pouco de champô. Lembre-se de escolher os hidratantes certos para o seu cabelo.

Além disso, ao sair da piscina, lave o cabelo para remover o cloro!

3.    Seque os cabelos adequadamente para evitar o frizz
Deixa o cabelo enrolado numa toalha por um longo tempo antes de secá-lo? Este pequeno gesto inofensivo deve ser evitado para combater o frizz!
Quando sair do banho, seca suavemente o cabelo com a toalha (secando sem esfregar) e depois escove o cabelo. Pode secá-los ao ar ou usar um secador de cabelo. Mas por favor, deixe-os livres!

4. Cuidado contra o frizz: a máscara capilar
Nada melhor do que uma boa máscara capilar para aplicar semanalmente! Ao mesmo tempo, é um momento de relaxamento que será bem apreciado.

5. A proteção térmica certa para evitar frizado
A chapinha pode disfarçar o frizado, mas ao mesmo tempo danifica o cabelo, possivelmente criando um frizado ainda mais feio!
Se não puder deixar de usar placas ou secadores, certifique-se de proteger seu cabelo com produtos que ofereçam proteção térmica.


Shampoo

7 critérios para escolher seu shampoo

A lavagem é um passo importante para a beleza e a saúde dos cabelos. A questão do champô, um produto para escolher com cuidado, e não apenas pelo seu bom cheiro.

1. Não agrida o cabelo

Os champôs de nova geração livram-se principalmente dos sulfatos, esses limpadores químicos. Outros usam sulfatos leves. Portanto, preferimos um champô com surfactantes não agressivos, evitando o laureth sulfato de sódio ou o laurilsulfato de sódio, o mais agressivo dessa família. "As fórmulas estão evoluindo, especifica Denise Guillouet, da L'Oréal Professionnel. Os sulfatos foram substituídos por surfactantes mais macios, derivados do coco. Eles têm um bom poder de lavagem sem irritar, destinam-se a todos os couras cabeludos saudáveis, incluídos em cabelos coloridos ou alisados. Alguns produtos também são formulados com micelas (como removedores de maquiagem), que se juntam para remover sujidade e sebo".  Lave delicadamente.

2. Lave o cabelo todos os dias

Nada atrapalha, desde que você escolha um champô suave. Ou seja, com agentes de limpeza muito respeitosos com o couro cabeludo. "Uma aplicação é suficiente e com pouco produto", acrescenta Catherine Chauvin. Se o couro cabeludo estiver oleoso, use um shampoo específico para manter o volume mais tempo. Ou, em uma versão natural, escolha um champô neutro (base muito suave) ao qual são adicionadas algumas gotas de óleo essencial de tea tree (melaleuca). Primeiro teste na curva do cotovelo para ver se não há reação.

3. Embelezar cabelos compridos

"Não é necessariamente uma boa ideia escolher seu champô de acordo com o comprimento, porque não é o que irá curá-los", explica Denise Guillouet. A menos que, se você não tiver nenhum problema no couro cabeludo, nesse caso, podemos escolher um champô mais específico para os comprimentos ". "De qualquer forma, não é necessário amassá-los como se você estivesse lavando a roupa!", Continua Catherine Chauvin, da René Furterer. Isso danifica os cabelos e abre suas escamas. A espuma que flui ao longo das fechaduras é suficiente para lavá-las ". É o cuidado que eles precisam. Portanto, após a lavagem, a aplicação de um bom condicionador ou máscara é essencial, especialmente se o cabelo for comprido. Este produto irá restaurar a suavidade, e desembaraçar a fibra capilar.

4. Limpe e trate o couro cabeludo

O primeiro papel do champô é lavar o couro cabeludo! Parece óbvio, mas, como diz Charline Roussé, da Biocoiff, "você deve escolher de acordo com a condição do couro cabeludo, e não com o cabelo!". No entanto, muitas vezes, continua o especialista em cabelos orgânicos, o champô usado não atende às reais necessidades do couro cabeludo. "No caso de um problema no couro cabeludo, o champô deve tratar as raízes. Por exemplo, usaremos um champô que regula o sebo ou suaviza (em caso de irritação) uma ou duas vezes por semana, alternando com um champô suave", acrescenta Catherine Chauvin. Daí a importância de ter um bom diagnóstico: como é difícil ver o seu couro cabeludo, você pode pedir a seu cabeleireiro, durante um corte ou uma cor, para nos dar informações sobre o estado do nosso couro cabeludo. Saberemos se deve hidratá-lo, nutri-lo, purificá-lo ou simplesmente lavá-lo suavemente. E evitaremos irritação ou seborreia excessivas, porque o champô usado não é adequado.

5. Usar ingredientes naturais

Seja natural, com base em extratos de plantas (karité, aloe vera, urtiga) ou rotulados como orgânicos, esses champôs são adequados para todos. Eles lavam eficazmente com surfactantes à base de plantas, que são gentis e respeitosos como a betaína de coco e SLSA (acetato de lauril sulfo de sódio). Ao escolher esse tipo de champô, você tem certeza de ter um produto que respeita tanto o couro cabeludo quanto o cabelo e não cobre os comprimentos de um filme oclusivo. "Mas os champôs orgânicos, por exemplo, não são necessariamente '100% vegetais', porque os rótulos permitem um pouco de química", diz Charline Roussé. Para saber o que há no seu champô, você deve ler os rótulos com atenção, especialmente se você quiser um champô realmente natural!". Esses produtos deixam o cabelo limpo e macio, geralmente brilhante, mas também um pouco seco e áspero. Um condicionador, aplicado a logo depois, será responsável por restaurar a suavidade dos comprimentos.

6. Evite produtos que produzem muita espuma

"Quanto mais espumas, mais ataca o couro cabeludo", diz Nina Roos, dermatologista. "Um champô suave real deve espumar menos: esse baixo poder de formação de espuma comprova um baixo nível de surfactantes. A espuma é um desperdício!", Continua David Baco, da Furterer. Além disso, pouca espuma é menos champô e menos água para eliminá-lo. "Isso também permite uma melhor tolerância ao produto, acrescenta o formulador. Além disso, a alegação de 'fórmula biodegradável' no frasco é uma vantagem real a ser levada em conta na escolha", conclui.

7. Não sufoque os cabelos compridos

Optamos por um champô sem silicone. Essas moléculas amplamente utilizadas suavizam e revestem a fibra capilar. O que pode ser um trunfo para cabelos rebeldes, secos ou difíceis de pentear. Mas a longo prazo, como eles não eliminam ou dificilmente eliminam, os silicones acabam sufocando os cabelos, que estão perdendo força. "Os únicos ingredientes ativos que protegem os cabelos da humidade e, portanto, do frizz, esses silicones são eliminados melhor do que antes, explica Denise Guillouet. Mas, acima de tudo, eles são substituídos por outras moléculas, polímeros que suavizam as escamas. ". Para David Baco, "os silicones ainda são muito utilizados por suas propriedades de revestimento, mas não são muito" ecologicamente corretos". Por outras palavras, eles não são biodegradáveis e são encontrados nas águas residuais. Portanto, devem ser evitados o máximo possível.


Cabelo

Dicas para manter a saúde, brilho e vida dos nossos cabelos.



1. Em primeiro lugar, lavar, cortar e hidratar o cabelo regularmente são palavras de ordem. Neste processo é necessário escolher os produtos mais indicados para cada tipo de cabelo.

Uma linha mais hidratante para quem tem o cabelo seco ou quebradiço ou uma linha específica para quem tem cabelos pintados, por exemplo. Saber qual é o nosso tipo de cabelo é muito importante, para sabermos como tratá-lo na perfeição.

2. Após lavar o cabelo, pelo menos duas vezes por semana, é necessário aplicar uma boa máscara hidratante, para restabelecer os níveis de hidratação dos fios de cabelo.

Se o cabelo é seco, deve utilizar-se máscara duas vezes por semana, até obter-se a hidratação necessária, passando depois a aplicá-la apenas uma vez por semana.

3. Uma dica muito importante – Evitar desembaraçar o cabelo enquanto ainda estiver molhado, pois ao passar um pente pelos fios de cabelo entrelaçados, estes correm o risco de ficarem partidos ou danificados.

4. Aplicar uma boa quantidade de spray protetor de calor e secar o cabelo com a ajuda de um secador. Secar todos os dias o cabelo não o danifica, desde que o secador seja colocado a uma distância de cerca de 25/30 cm do cabelo, utilizando sempre um protetor de calor.

5. É necessário escolher os produtos de styling mais adequados para o look desejado. Sem uma ajuda extra, será difícil alcançar o objetivo pretendido.


Neste momento não temos este produto em stock. Introduza o seu email para receber uma notificação assim que o produto esteja disponível.



Inscreva-se na Newsletter